Pesquisar

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Em crise literária...

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Literar

Ideias não me faltam, tenho muitas, elas invadem meu pensamento em qualquer lugar que eu esteja. Se idear fosse a fórmula para escrever bem eu não teria dificuldade, o problema é que não há momento oportuno para minhas ideias surgirem – meu momento criativo independe de mim –, além disso, colocar as ideias no papel ou guardá-las em minha mente até chegar a um papel é outra complicação.
Quando me deparo com as ideias na cabeça e a folha de papel em branco eu apanho, levo uma verdadeira surra. Escrever no meu entender é prazeroso e ao mesmo tempo penoso como qualquer trabalho, sendo que pra mim, a escrita ainda não é um trabalho; talvez nunca venha a ser. A esperança é a última que morre.
Existem pessoas que escrevem com facilidade, olham a folha em branco e desatam a escrever. Como fazem isso?!
Comigo não. As ideias divertem-se em minha mente e para penetrarem a folha virgem fazem charme. Às vezes fogem e não voltam a aparecer outras vezes se escondem, mas eu insisto na tentativa de buscá-las. Faço esboço, não desisto, as organizo e depois de tantos rascunhos elas cansadas da guerra se rendem e recheiam o papel em branco.

Vivian Lee